Gêneros Textuais Jornalísticos e Interatividade a Partir do App Comunica em Sala de Aula para Alunos do Ensino Médio

Autores

  • Thaís Helena Ferreira Neto Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciência e Tecnologia. PR, Brasil.
  • Alessandra Dutra Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciência e Tecnologia. PR, Brasil.
  • Givan José Ferreira dos Santos Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Humanas, Sociais e da Natureza. PR, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2023v24n4p486-492

Resumo

O artigo tem o objetivo de abordar discussões pertinentes à noção de gênero textual como instrumento de ensino-aprendizagem escolar. Considerando os gêneros textuais como os textos que as pessoas produzem ou são destinados às relações sociais e comunicativas diariamente, eles funcionam como elementos de organização das atividades sociais, por isso a necessidade de expansão do conhecimento, a partir da sala de aula para além dela. Este estudo pretende discutir os resultados da aplicação de um protótipo para dispositivos móveis sobre gênero textual jornalístico a 50 alunos do Ensino Médio de uma escola particular na cidade de Ponta Grossa, no Estado do Paraná, verificar se os alunos conhecem dicionários digitais de gêneros jornalísticos, observar a validade da criação desses suportes didáticos e avaliar a funcionalidade do App intitulado Comunica. Os resultados mostraram que os alunos não conhecem gêneros textuais, o que traz uma preocupação latente no sentido de oralidade e escrita para qualquer campo de estudo que eles queiram desenvolver. Contudo, esse não conhecimento de gêneros textuais jornalísticos, demonstra a necessidade de tal suporte didático – dicionário digital - para ampliar o acesso deste conhecimento em sala de aula. O App Comunica visa contribuir como suporte metodológico e aparato tecnológico em sala de aula, oportunizando trabalhar o tema gêneros textuais jornalísticos com alunos e professores.

Palavras-chave: Dicionário Digital. Mobile Learning. Educação.

Abstract
The article aims to address discussions relevant to the notion of textual genre as a school teaching-learning instrument. Considering textual genres as texts that people produce or are intended for social and communicative relations on a daily basis, they function as organizing elements of social activities, hence the need to expand knowledge, from the classroom to beyond it. This study intends to discuss the results of the application of a prototype for mobile devices about journalistic textual genre to 50 high school students from a private school in the city of Ponta Grossa, in the State of Paraná, to verify if the students know digital dictionaries of journalistic genres, observe the validity of the creation of these didactic supports and evaluate the functionality of the App entitled Comunica. The results showed that students do not know textual genres, which brings a latent concern in the sense of orality and writing for any field of study that they want to develop. However, this lack of knowledge of journalistic textual genres demonstrates the need for such a didactic support - digital dictionary - to expand access to this knowledge in the classroom. App Comunica aims to contribute as a methodological support and technological apparatus in the classroom, providing opportunities to work on the topic of journalistic textual genres with students and teachers.

Keywords: Digital Dictionary. Mobile Learning. Education.

Downloads

Publicado

2024-01-03

Como Citar

FERREIRA NETO, T. H.; DUTRA, A. .; SANTOS, G. J. F. dos. Gêneros Textuais Jornalísticos e Interatividade a Partir do App Comunica em Sala de Aula para Alunos do Ensino Médio. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, [S. l.], v. 24, n. 4, p. 486–492, 2024. DOI: 10.17921/2447-8733.2023v24n4p486-492. Disponível em: https://revistaensinoeeducacao.pgsscogna.com.br/ensino/article/view/10852. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos