A Palavra Como Elemento Mediador na Tomada de Consciência e nas Atividades de Revisão e Reescrita

Autores

  • Clarice Vaz Peres Alves Unopar, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Metodologias para o Ensino de Linguagens e suas Tecnologias. PR, Brasil. Faculdade Anhanguera de Pelotas. RS, Brasil.
  • Cynthia Luz Yurgel Faculdade Anhanguera de Pelotas. RS, Brasil.
  • Márcia Teixeira Antunes Faculdade Anhanguera de Pelotas. RS, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2023v24n4p531-537

Resumo

Entende-se que é essencial ao estudante ter consciência dos elementos que constituem a textualidade a fim de perceber os problemas em seus escritos e solucioná-los. O presente estudo objetiva refletir sobre a importância de o escritor desenvolver a tomada de consciência sobre os problemas que seus textos apresentam e discutir a relevância das atividades de revisão e reescrita como elementos mediadores nesse processo. O estudo, de cunho bibliográfico toma como base o paradigma de pesquisa qualitativa, uma vez que esse paradigma prioriza o processo, procurando descrever e compreender o fenômeno em estudo, oportunizando ao pesquisador uma liberdade teórica e metodológica sem comprometer a confiabilidade e a relevância da investigação. As reflexões teóricas fundamentam-se em produções direta ou indiretamente relacionadas aos preceitos teóricos vinculados às ideias de M. Baktin e de L.S. Vygotski e a de autores do campo da Linguística Textual. O estudo revela que o processo de apropriação da escrita no contexto acadêmico (ou em outro contexto) pressupõe o desenvolvimento da capacidade do estudante de avaliar sua produção durante e/ou após o término da escrita, observando em que medida as ações de textualização permitiram a ele a concretização de seu projeto de dizer. O estudo também esclarece, com base nas ideais de Bakhtin e Vygotski, que para ocorrer o desenvolvimento da capacidade de o estudante avaliar o que escreve, é necessário propiciar a ele práticas específicas e sistemáticas de escrita, revisão e reescrita, mediadas pelas interações sociais.

Palavras-chave: Escrita. Revisão Individual e Colaborativa. Reescrita

Abstract
It is essential for students to be aware of the factors of textuality in order to perceive writing problems and solve them. On that line, this study aims to reflect on the importance of writers raising awareness of their writing problems discussing the relevance of revision and rewriting activities as mediators in this process. This bibliographic review draws insights from the qualitative research paradigm, since it prioritizes the process, in an effort to describe and understand the phenomenon under study. Consequently, it will provide researchers with theoretical and methodological freedom without compromising the reliability and relevance of the investigation. Theoretical reflections are based on productions directly or indirectly related to the ideas of M. Bakhtin and L.S. Vygotski and Textual Linguistics scholars. The study reveals that the process of mastering writing in the academic context (or in another context) requires the development of the student's ability to evaluate their production during and/or after the end of writing, observing to what extent the textualization actions have allowed them to undertake the activity. The study also clarifies, based on the ideas of Bakhtin and Vygotski, that students need to have specific and systematic writing, review and rewriting practices, mediated by social interactions, to develop the writing skill.

Keywords: Writing. Individual and Collaborative Revisions. Rewriting.

Downloads

Publicado

2024-01-03

Como Citar

ALVES, C. V. P.; YURGEL, C. L.; ANTUNES, M. T. A Palavra Como Elemento Mediador na Tomada de Consciência e nas Atividades de Revisão e Reescrita. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, [S. l.], v. 24, n. 4, p. 531–537, 2024. DOI: 10.17921/2447-8733.2023v24n4p531-537. Disponível em: https://revistaensinoeeducacao.pgsscogna.com.br/ensino/article/view/12527. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos