Ensino de Ciências e Biologia com Enfoque nas Infecções Sexualmente Transmissíveis

Autores

  • Alécio Ortiz Universidade Comunitária da Região de Chapecó. SC, Brasil.
  • Junir Antônio Lutinski Universidade Comunitária da Região de Chapecó, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Saúde. SC, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2023v24n4p633-641

Resumo

O ensino sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) figura entre os temas transversais presentes no contexto escolar. Assim, o presente trabalho teve como objetivos a) analisar percepções dos professores de Ciências e Biologia acerca do ensino sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis e b) identificar as estratégias utilizadas pelos professores no ensino sobre estas doenças. A coleta de dados ocorreu durante o segundo semestre de 2020 e se deu a partir de questionários. As principais dificuldades relatadas pelos professores na abordagem das IST em suas aulas variam desde insegurança do professor até o receio dos pais quanto aos conteúdos relacionados à sexualidade humana que são abordados na escola. Em sala de aula, todos os professores abordam possibilidades de contágio dos adolescentes e prevenção às IST, 81,8% abordam dados estatísticos e tratamento, 72,7% tratam sobre o papel do Estado e da família na prevenção às IST e no combate aos preconceitos, enquanto 18,2% informaram que abordam outros aspectos. Dentre as estratégias pedagógicas utilizadas pelos professores, as mais frequentes foram: aula expositiva (90,9%), debates sobre o tema (81,8%), seminários (68,2%) e utilização de vídeos sobre a temática (63,6%). O uso de estratégias pedagógicas que colocam o estudante no centro do processo de ensino aprendizagem possuem a capacidade e serem mais efetivas, visto que envolvem o aluno diretamente na construção do conhecimento.

Palavras-chave: Práticas Pedagógicas. Sexualidade Humana. Temas Transversais.

Abstract
Teaching about Sexually Transmitted Infections (STI) is among the transversal themes present in the school context. Thus, the present work aimed to a) analyze the perceptions of Science and Biology teachers about teaching about Sexually Transmitted Infections and b) identify the pedagogical strategies used by teachers in teaching about these deseases. Data collection occurred during the second half of 2020 and was based on questionnaires. The main difficulties reported by teachers in approaching STIs in their classes vary from the teacher's insecurity to receiving the parents regarding the contents related to human sexuality that are worked on at school. In the classroom, all teachers address possibilities of contagion among adolescents and STI prevention, 81.8% address statistical data and treatment, 72.7% address the role of the State and the family in preventing STIs and in combating STIs. prejudices, while 18.2% reported that they address other aspects. Among the pedagogical strategies used by teachers, the most frequent were: lecture (90.9%), debates on the theme (81.8%), seminars (68.2%) and use of videos on the theme (63, 6%). The use of pedagogical strategies that place the student center of the teaching-learning process has a capacity and be more effective, since it involves the student directly in the construction of knowledge.

Keywords: Pedagogical Practices. Human Sexuality. Cross-Cutting Themes.

Downloads

Publicado

2024-01-03

Como Citar

ORTIZ, A. .; LUTINSKI, J. A. Ensino de Ciências e Biologia com Enfoque nas Infecções Sexualmente Transmissíveis. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, [S. l.], v. 24, n. 4, p. 633–641, 2024. DOI: 10.17921/2447-8733.2023v24n4p633-641. Disponível em: https://revistaensinoeeducacao.pgsscogna.com.br/ensino/article/view/9494. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos