Análise do Processo de Alfabetização Durante o Ensino Remoto em Porto Alegre e Região Metropolitana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8733.2024v25n1p116-123

Resumo

A pandemia da Covid-19 provocou diversas mudanças nas escolas brasileiras, as quais têm gerado um grande desafio na Educação. O objetivo deste estudo é verificar como ocorreu o processo de alfabetização de crianças de 1º e 2º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas e privadas, fazendo um comparativo entre essas, durante o ensino remoto em Porto Alegre - RS e região metropolitana, no ano de 2020. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, exploratório de cunho quantitativo. A amostra foi constituída por 103 professores, cujos dados foram coletados via questionário on-line autoaplicado (Google Forms). Os resultados apontaram que os alunos de escolas públicas apresentaram mais tempo de ensino remoto assíncrono, com percentual de aulas síncronas abaixo de 40%, principalmente, em função da dificuldade de acesso digital dos alunos. A maioria das atividades escolares foram impressas e entregues nas escolas às famílias, sendo executadas remotamente. Este processo dificultou também o acompanhamento e avaliação por parte do professor. Apenas 10 a 30% dos alunos de escolas públicas alcançaram o nível alfabético de escrita. Nas instituições privadas predominaram aulas remotas síncronas e mais de 70% desses alcançaram o nível alfabético de escrita. Em suma, o ensino remoto síncrono e o acompanhamento do desenvolvimento dos alunos, por meio de canais apropriados garantiram maior sucesso escolar. Constatou-se uma relação elevada entre o nível de aprendizado e a dificuldade de acesso às ferramentas de ensino, interferindo na aquisição das habilidades preconizadas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o processo de alfabetização.

Palavras-chave: Alfabetização. Ensino Remoto. Pandemia da Covid-19. Base Nacional Comum Curricular.

Abstract

The Covid-19 pandemic caused several changes in Brazilian schools, which has generated a major challenge in Education. The objective of this study is to verify how the literacy process occurred in children in the 1st and 2nd year of Elementary School in public and private schools, making a comparison between them, during remote teaching in Porto Alegre - RS and the metropolitan region, in the year 2020. This is a cross-sectional, descriptive, exploratory and quantitative study. The sample consisted of 103 teachers, whose data were collected via a self-administered online questionnaire (Google Forms). The results showed that public school students spent more time in asynchronous remote teaching, with a percentage of synchronous classes below 40%, mainly due to the students' difficulty in digital access. Most school activities were printed and delivered in schools to families, without students present remotely, in real time. This process made monitoring and evaluation difficult by the teacher. Only 10 to 30% of public school students reached the alphabetic level of writing. In private institutions, synchronous remote classes predominated and more than 70% of these reached the alphabetic level of writing. In short, synchronous remote teaching and monitoring of students' development through appropriate channels ensured greater school success. A high relationship was found between the level of learning and the difficulty accessing teaching tools, interfering with the acquisition of skills recommended by BNCC for the literacy process.

Keywords: Literacy. Remote Learning. Covid-19 Pandemic. Common National Curriculum Base.

Biografia do Autor

Valéria de Pellegrin, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Graduanda do Curso de Fonoaudiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Porto Alegre/RS

Ana Paula Rigatti Scherer, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Docente do Curso de Fonoaudiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Porto Alegre/RS - Doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Clarice Staub Lehnen, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Fonoaudióloga da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Porto Alegre/RS - Doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Denise Balem Yates, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Psicóloga da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Porto Alegre/RS - Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul 

Gabriela Castro Menezes de Freitas, Secretaria Municipal de Educação, Porto Alegre, RS, Brasil.

Professora da SMED - Porto Alegre/RS, Doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Marcia de Lima Athayde, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Fonoaudióloga da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Porto Alegre/RS - Doutora em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Downloads

Publicado

2024-03-14

Como Citar

PELLEGRIN, Valéria de; SCHERER, Ana Paula Rigatti; LEHNEN, Clarice Staub; YATES, Denise Balem; FREITAS, Gabriela Castro Menezes de; ATHAYDE, Marcia de Lima. Análise do Processo de Alfabetização Durante o Ensino Remoto em Porto Alegre e Região Metropolitana. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas, [S. l.], v. 25, n. 1, p. 116–123, 2024. DOI: 10.17921/2447-8733.2024v25n1p116-123. Disponível em: https://revistaensinoeeducacao.pgsscogna.com.br/ensino/article/view/11635. Acesso em: 13 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos